sábado, 28 de abril de 2018 - 22:24h
Região dos Lagos ganha primeiro curso superior de agronomia da UEAP
De tradição agropecuária, região pode agora formar seus técnicos
Por: Wellyson Paiva
Foto: Eloídes Nunes
De tradição agropecuária, região pode agora formar seus técnicos

O Governo do Estado do Amapá (GEA) lançou nesta quarta-feira, 25, o processo seletivo para os cursos do primeiro campus universitário da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) no interior amapaense. Trata-se do campus avançado da Região dos Lagos, que funcionará na Escola Estadual Vidal de Negreiros, na cidade de Amapá, a 302km da capital, e atenderá também outros três municípios do norte do Estado: Calçoene, Tartarugalzinho e Pracuúba. A medida beneficia uma população de aproximadamente 30 mil habitantes, que, até então, não contava com ensino de nível superior. A assinatura do Termo de Cooperação Técnica (TCT), que possibilitou a implantação do campus ocorreu em outubro de 2017.

A solenidade de lançamento do processo seletivo aconteceu no Palácio do Setentrião e foi presidida pelo governador, Waldez Góes, que, na oportunidade, anunciou a convocação de 27 técnicos-administrativos aprovados no último concurso da Ueap, realizado em 2013. Estiveram presentes o reitor da Ueap, Perseu Aparício, os prefeitos de Amapá, Carlos Sampaio; de Pracuúba, Belize Ramos; e de Tartarugalzinho, Rildo Oliveira, além de membros do governo estadual.

O certame oferece 100 vagas, 50 para o curso de licenciatura em matemática e 50 para o curso bacharelado em agronomia, ambos foram aprovados pelo Conselho Superior Universitário da Ueap. As inscrições são gratuitas e acontecem entre 25 de abril a 8 de maio, no site processoseletivo.ueap.edu.br. No período de 2 a 8 de maio, as inscrições poderão ser efetuadas de forma presencial nos municípios de Amapá, Calçoene e Tartarugalzinho, os endereços e outras informações relacionadas ao certame podem ser consultadas no edital do processo seletivo. A previsão é que a aula inaugural do campus avançado da Região dos Lagos aconteça em 25 de junho.

Durante a solenidade, Perseu Aparício explicou que a Região dos Lagos foi escolhida para ser o local do primeiro campus da Ueap no interior após um estudo realizado pelo governo estadual. Ele ressaltou que a falta de ensino superior nos quatro municípios e a vocação econômica da região foram os fatores responsáveis pela escolha. “Durante o estudo, nós pensamos na inserção da universidade no processo de desenvolvimento do Amapá. As cidades que compõem a Região dos Lagos possuem potencial para pecuária, produção de alimentos e produção florestal, por isso, a vimos como propícia para a expansão da Ueap. Nosso objetivo é transformar a Região dos Lagos através da educação”, afirmou o reitor.

O governador Waldez Góes enfatizou que a medida demonstra o compromisso da instituição de ensino em contribuir para o desenvolvimento do Estado por meio da educação. Ele destacou que a Ueap surgiu, em 2007, com cursos ligados ao processo de desenvolvimento do Amapá. “Com o início do processo de interiorização, a Ueap cumpre seu papel de aproximar a universidade da população e de preparar a juventude amapaense com foco em suas potencialidades”, disse chefe do Executivo estadual. Ele acrescentou que o governo continuará trabalhando para, em breve, levar o ensino superior a outros locais do interior do Estado.

O prefeito de Amapá Carlos Sampaio, destacou que, a partir de agora, a população da Região dos Lagos terá um acesso mais fácil ao nível superior, visto que não será mais necessário se deslocar a outros munícipios para cursar a graduação em uma universidade pública. “Essa medida demonstra o amadurecimento da Ueap e vem para resolver o antigo problema da carência de nível superior nos municípios. Tenho a certeza de que o curso de agronomia vai potencializar a nossa capacidade produtiva na pecuária, pesca e agricultura”, ponderou o prefeito.

 

Estrutura

A estrutura do polo da Ueap, na Escola Vidal Negreiros, prevê laboratório de informática, de matemática, setor administrativo e salas de aula. Um novo parque elétrico está em fase de instalação para permitir a climatização de toda a escola. Atualmente, o prédio passa por troca de telhado, forro, substituição de portas e janelas – tanto para o campus como para a escola que atende alunos de ensino médio. O governo do Estado investiu R$ 500 mil na estrutura do campus. As obras devem ser concluídas durante o mês de maio.

De acordo com o Termo de Cooperação Técnica assinado entre o governo estadual e a Prefeitura de Amapá, a Ueap ofertará o quadro técnico do campus da Região dos Lagos. Inicialmente os cursos serão modulares com o revezamento de professores, de acordo com as disciplinas das grades curriculares.

A Ueap também planeja implantar um cursinho preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), meio de acesso à concorrência das vagas no ensino superior. A preparação será gratuita. A partir de 2019, a seleção de alunos para o campus será realizada por meio do exame.

A Prefeitura de Amapá vai assumir algumas responsabilidades para a implantação do polo como manter a estrutura física, prover internet para o funcionamento do campus, ceder ou contratar servidores para a coordenação do polo, setor de informática e serviços gerais.

Estiveram presentes também os secretários de Desenvolvimento Rural, Robério Nobre; de Desenvolvimento de Cidades, João Henrique Pimentel; o vice-reitor da Ueap, Breno Marques, a diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Fapeap), Mary Guedes; além do ex-secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Rafael Pontes. Participaram, ainda, os pró-reitores de Planejamento, Reginaldo Farias; de Extensão, Edna Oliveira; de Pesquisa e Graduação, Welliam Chaves; .

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PMA - Prefeitura do Amapá
Rua Guarani, 728 - Centro, Amapá - AP, 68950-000 - - prefeituraamapa@pma.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá